Leilão de veículos supera meta e arrecada 1,2 mi

Categoria: Gestão Pública | Publicado: segunda-feira, setembro 4, 2017 as 10:51 | Voltar

Campo Grande (MS) – Mesmo diante de um cenário econômico de incertezas, o leilão com 130 lotes de veículos de propriedade do Governo de Mato Grosso do Sul, realizado na última sexta-feira (01) pela Secretaria de Administração e Desburocratização superou a expectativa com arrecadação de R$ 1.217.600,00, o triplo da meta inicial, fixada em R$ 384 mil.

Coordenado pela Superintendência de Patrimônio e Transporte da SAD, a administração estadual colocou em leilão 130 lotes de veículos entre veículos de passeio, utilitários, caminhonetes, motos, além de sucatas.

Realizado nos formatos presencial e eletrônico, o leilão recebeu lances, via internet, nos últimos 15 dias e foi encerrado com leilão presencial, que lotou o auditório da ABO - Associação Brasileira de Odontologia em Campo Grande, na última sexta-feira.

De acordo com o Superintendente, José Alberto Furlan, o veículo mais disputado do leilão, uma F1000 Ford na cor cinza, fabricada em 1998, movida a diesel, avaliada em R$ 4 mil, foi arrematada por R$ 35.400 após 124 lances que se originaram de 3.870 acessos no formato online.

Já uma caminhonete Nissan Frontier LE 25x4, na cor preta, fabricada em 2011 foi arrematada em R$ 25 mil, após 74 lances e 2.304 visitas. A avaliação inicial estava fixada em R$ 6 mil.  Fabricada em 2003, uma Toyota Hilux, cor prata, avaliada inicialmente em R$ 5 mil foi arrematada por R$ 29.200, após 94 lances.

O secretário de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis que esteve no local para conferir o processo, pontuou que a avaliação do Governo é extremamente positiva, tanto no trabalho de arrecadação como no trabalho de levantamento de todos os bens móveis e imóveis do Estado que vem sendo conduzido com muita competência pela equipe da superintendência de Patrimônio e Transporte. “Um trabalho técnico que exige muito profissionalismo dos nossos servidores e que vem sendo executado com muita competência e responsabilidade. Nossa intenção é dar sequência a esse levantamento dos bens móveis e imóveis aptos para venda para que possamos encaminhar a documentação para leilão. Vamos reverter esses recursos para o que realmente é prioridade”, pontuou Assis.

O leilão teve duração de nove horas, recebeu 3.916 lances e teve a participação presencial de representantes dos Estados do Espírito Santo, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Santa Catarina, além do Distrito Federal que estiveram no Estado para participar do certame.

Rejane Monteiro – Comunicação SAD

Fotos: David Majella

Publicado por: Rejane Monteiro

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.