Novo diretor-presidente assume Escola de Governo com a missão de profissionalizar gestão

Categoria: Geral | Publicado: segunda-feira, maio 11, 2015 as 14:30 | Voltar

 

Campo Grande (MS) - Com a missão de profissionalizar a gestão pública, através da inovação das práticas gerenciais a partir da capacitação dos servidores, o novo diretor-presidente Wilton Paulino Júnior assumiu na manhã desta segunda-feira (11), o comando da Fundação Escola de Governo de Mato Grosso do Sul.

Com experiência de mais de 30 anos na área educacional, Wilton Paulino é fundador da Faculdade Fachasul, na cidade de Chapadão do Sul, já foi Secretário de Cultura, Esporte e Turismo em Campo Grande na gestão de Lúdio Martins Coelho, Diretor Executivo da Fundesporte na gestão de Wilson Barbosa Martins e Delegado do Ministério da Educação no Governo de Fernando Henrique Cardoso.

IMG_2374

“Estamos chegando para imprimir um novo método pedagógico, que vai contribuir de forma significativa para dar celeridade aos trabalhos. Acredito na qualidade e na eficiência desta equipe e tenho certeza que juntos, vamos proporcionar a milhares de servidores públicos a oportunidade de ampliar conhecimentos e adotar atitudes profissionais voltadas ao cumprimento de seus deveres com ética e eficiência”, pontuou o novo diretor-presidente.

A Fundação permanece como entidade vinculada a Secretaria de Administração e Desburocratização. Ao passar o bastão da presidência, o secretário Carlos Alberto de Assis, lembrou que neste ano as atividades realizadas pela instituição passaram a ter como base a política de Gestão de Pessoas por Competência que busca adequar o potencial individual do servidor às necessidades da administração pública. “Nosso foco é a modernização da gestão. Professor Paulino tem o perfil necessário para esse novo momento da Escola de Governo. É um líder e tem experiência na área educacional e administrativa”, explicou.

IMG_2361

Com papel fundamental na construção desse novo modelo de gestão pública, a Escola de Governo dará ênfase à capacitação e profissionalização do servidor estadual, com atenção nas competências gerais, operacionais, técnico-administrativas e gerenciais. A meta é desenvolver, desde competências comuns para o atendimento ao público, até aquelas ligadas às atividades de gestão na Administração Pública Estadual. Passa ainda pelo aprimoramento das competências vinculadas às atividades-fim e as relacionadas à atividades específicas de processos fundamentais.

Em quatro meses, a Fundação Escola de Governo qualificou 1,2 mil servidores.

 

 

Publicado por: Rejane Monteiro

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.