Comitê irá propor medidas para desburocratizar processos

Categoria: Desburocratização | Publicado: quinta-feira, julho 16, 2015 as 17:11 | Voltar

IMG_6290

Campo Grande (MS) - Formado por representantes das 13 secretarias do Governo Estadual, o Comitê Estadual de Desburocratização (CED) irá trabalhar em conjunto com servidores e entidades na proposição de medidas para simplificar procedimentos e reduzir a burocracia. Uma agenda positiva de discussões foi definida hoje (16) durante a primeira reunião, na sede Secretaria de Fazenda.

 

Para o secretário de Administração e Desburocratização e coordenador do comitê, Carlos Alberto de Assis, o pontapé inicial já foi dado com a nomeação de um comitê de gestores para proposição de mudanças. “Desburocratizar é corrigir rotinas, é mudar hábitos, é modernizar processos. É importante que cada gestor possa levar a informação ao servidor porque desburocratizar é otimizar, é informatizar, é facilitar trâmites. Se o servidor entender que ele é parte fundamental nesse processo, será o primeiro a apontar caminhos”, definiu Assis.

 

Flávio Brito, chefe de gabinete da Casa civil contextualizou a necessidade de inserir um representante do Tribunal de Contas do Estado para orientação e a criação de um canal de comunicação específico para facilitar a troca de informações com gestores de outros estados. “Precisamos ampliar nossas discussões”, pontuou ao comentar que o grande objetivo do comitê não é deixar de realizar os procedimentos necessários e sim, alinhar os fluxos e a sistemática governamental.

 

Representante da secretaria de Educação, o superintendente de convênios Lusival Pereira observou que hoje não existe no Governo de Mato Grosso do Sul um procedimento único que possa ser adotado por todos os gestores. “Cada secretaria conduz o convênio de uma forma, não existe um fluxograma a ser seguido. Hoje, nós temos na Secretaria de Educação cerca de 530 convênios e nenhum dele tem regramento definido. Um dos grandes desafios do nosso trabalho será promover essa padronização, que além de dar celeridade ao trâmite de todos os processos que será um só, vai garantir economia”, resumiu.

 

Para construir essas propostas de simplificação em conjunto com a sociedade organizada, o Comitê vai organizar uma agenda positiva de reuniões em algumas entidades representativas como FIEMS (Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso do Sul), SESI (Serviço Social da Indústria), Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), CREA (Conselho Regional de Arquitetura e Urbanismo), Associação Comercial e Industrial de Campo Grande para ouvir sugestões que possam facilitar os serviços governamentais oferecidos à sociedade.

Rejane Monteiro - Comunicação SAD

Publicado por: Rejane Monteiro

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.