Governo vai utilizar Geofone para reduzir custeio de R$ 54 milhões nas contas de água

Categoria: Governo Consciente | Publicado: terça-feira, julho 5, 2016 as 09:35 | Voltar

Campo Grande (MS) – Com gasto anual de R$ 54 milhões no consumo de água, o Governo do Estado através da secretaria de Administração e Desburocratização vai investir em novas iniciativas de redução de custeio. Para trabalhar ações preventivas na procura por vazamentos na rede de água dos órgãos estaduais, a administração recebeu no início da noite desta segunda-feira (04), da empresa Águas Guariroba, a doação de dois aparelhos de Geofone.

7Z2A0804

O termo de cessão foi assinado pelo Secretário de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis, pelo diretor-presidente da empresa Águas Guariroba, José João da Fonseca e pelo superintendente de Administração e Finanças da SAD, Roberto Coelho. Na prática, o Geofone é um aparelho semelhante ao estetoscópio dos médicos utilizado por técnicos que caminham “ouvindo” a rede de água a procura de vazamentos não visíveis.

O trabalho, que ganhará o reforço de uma “patrulha mecanizada” e contará ainda com especialistas de outras áreas como eletricistas e técnicos de manutenção deve começar nos prédios onde o consumo de água vem aumentando de forma considerável. Antes, de acordo com Roberto Coelho, superintendente da SAD, os técnicos deverão passar por um treinamento com profissionais que já desenvolvem esse trabalho na empresa Águas Guariroba.

7Z2A0799

Segundo o diretor-presidente da Águas Guariroba, José João da Fonseca, o trabalho deve ser realizado no período da noite, quando o local está em silêncio. “Como o equipamento de geofonamento é muito sensível aos sons, é preciso que haja o mínimo de interferência para que os técnicos possam ouvir o ruído dos vazamentos”, explica.

7Z2A0797

Para o secretário Carlos Alberto de Assis, além do objetivo de reduzir as contas de água, com a ação, a administração vai contribuir para a preservação dos recursos hídricos. “A água é um item essencial na vida de qualquer um de nós e o desperdício é uma negligência não só com os recursos públicos que vazam pelos ralos, mas com a própria natureza que já sente esses efeitos”, pontuou Assis.

Além do geofonamento, o Governo do Estado vem trabalhando em paralelo, ações de mobilização dos servidores estaduais para um consumo equilibrado dos recursos públicos, através do Programa Governo Consciente.

Rejane Monteiro, da assessoria de Comunicação da SAD

Fotos: David Majella

Publicado por: Rejane Monteiro

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.