SAD encerra 2017 com 80% das metas cumpridas

Campo Grande (MS) – A Secretaria de Administração e Desburocratização (SAD) encerra 2017 com o cumprimento de 80% das metas pactuadas no início do ano. As entregas correspondem ao trabalho desenvolvido pelas cinco superintendências que compõe a estrutura da SAD. São elas; Folha de Pagamento, Compras, Recursos Humanos, Administração e Finanças, e a de Patrimônio e Transporte.

Entre as entregas da área de gestão de pessoas está a adesão de 89,64% do total de 31.893 servidores civis, ao ciclo de gestão de desempenho da Gestão por Competência, o reajuste de 7,76% (Piso Nacional) para mais de 30 mil profissionais da educação básica, e mais de 5 mil servidores beneficiados com a adequação das carreiras as regras da ADI, que aumenta as vagas para promoção, e alinha a contagem de tempo de serviço no cargo.

No decorrer de 2017 foram realizados 12 leilões de móveis, imóveis e semoventes, que arrecadaram o total de R$ 2,7 milhões para os cofres estaduais.  A unificação de imóveis de órgãos estaduais oportunizou a redução de gasto com aluguel, e a gestão compartilhada do patrimônio imobiliário, com a elaboração de um manual de procedimentos, e a disponibilização do curso em EAD pela escola de Governo já é uma realidade em todo Estado.

As ações socioculturais e de prevenção a saúde desenvolvidas pela secretaria, atingiram um publico de aproximadamente 15 mil pessoas, com palestras, programa de inclusão de hábitos saudáveis, arraial, baile do servidor, e caminhada do servidor. As campanhas solidárias de arrecadação de agasalhos e brinquedos beneficiaram mais de 80 instituições durante o ano de 2017.

A Escola de Governo realizou mais de 13 mil atendimentos e emitiu mais de 8 mil certificados de aprovação nos cursos. A modernização dos processos de Recursos Humanos possibilitou a melhoria no desempenho e fluxo de trabalho de 200 servidores que atuam na área. A atualização da vida funcional possibilitou a liberação da vida funcional de mais de 20 mil servidores no Portal do Servidor, facilitando o acesso do servidor a informações relacionadas a sua vida funcional, e permitindo a concessão automática de benefícios.

Com o lema utilizado pelo Governador Reinaldo Azambuja de “comprar bem, com qualidade e pagando pouco”, o Estado deixou de gastar R$ 800 milhões nas compras publicas em 2017. Com a compra direta, houve uma economia real de R$ 2 milhões.  

Na modernização do macro processo de compras, o catálogo de materiais e serviços, o plano de compras e o e-fornecedor, trouxeram praticidade para servidores e fornecedores e tornaram mais transparentes as compras publicas.

A desburocratização trouxe modernidade e facilitou a vida do cidadão de Mato Grosso do Sul em diversos segmentos. O eDocMS com a assinatura digital eliminou o tramite de papel entre os órgãos estaduais. A matricula digital, zerou a fila de pais que se formava nas escolas. A unificação do sistema de inscrição para aquisição de casas populares agora é 100% online, e o e-fornecedor permite que qualquer empresa do país se cadastre para fornecer para o Estado.

Para o gestor da SAD, Carlos Alberto de Assis, foi um ano bastante produtivo. “Mesmo em um ano terrível, onde todos os recursos foram priorizados para manter em dia o pagamento dos servidores, atingir 80% das metas é uma grande vitória. Sinal de competência dos nossos servidores, que abraçaram as metas de suas equipes com responsabilidade e profissionalismo” pontuou Assis.

Das metas entregues, sete iniciativas foram pactuadas com o governador Reinaldo Azambuja, no contrato de gestão, e 20 integram o contrato interno de gestão, pactuado em março entre o titular da SAD e os superintendentes da pasta. 

Mireli Obando, Secretaria de Administração e Desburocratização (SAD)

Foto: David Majella