Escola de Governo passará a oferecer cursos de pós-graduação lato sensu em 2018

Com a ação, a instituição dá mais um passo importante no caminho para se transformar em uma grande Universidade Corporativa

Campo Grande (MS) – A partir de 2018, a Fundação Escola de Governo que nos últimos 36 meses qualificou mais de 18 mil servidores passará a oferecer cursos de pós-graduação lato sensu. A meta fixada pelo Governador Reinaldo Azambuja, de transformar a instituição em uma grande Universidade Corporativa, ganhou mais um passo importante nesta terça-feira (19) em agenda dos secretários de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis e Educação, Maria Cecília Amendola da Motta com o diretor-presidente da Escolagov, Wilton Paullino Jr durante entrega dos documentos oficiais para a certificação da instituição.

Equipe da EscolaGov e diretor-presidente, Wilton Paullino Jr em reunião com os secretários de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis e Educação, Maria Cecília Amendola da Motta

Durante a reunião, o diretor-presidente da EscolaGov, Wilton Paullino Jr. aproveitou para apresentar o cronograma de ações 2018 e os novos projetos da instituição. Parceira, a secretária Maria Cecília colocou toda estrutura da secretaria a disposição, já que uma das etapas do credenciamento da instituição para a oferta dos cursos é a parte estrutural. Os cursos serão oferecidos nos laboratórios do Centro de Formação e Pesquisa Mariluce Bittar que conta com auditórios, salas de informática, biblioteca e salas de assessoria técnica.

Inicialmente, será oferecido o curso de pós-graduação em Gestão Governamental e Políticas Públicas, nos moldes da ENAP, a Escola Nacional de Administração Pública com carga horária de 360 horas. A intenção, de acordo com Paullino é ofertar cursos em áreas importantes dentro desse novo conceito de governança, a exemplo da Gestão de Pessoas. “É importante que tenhamos novas ferramentas para qualificar esse servidor que tem vivenciado um novo conceito de governança. A modernização das estruturas de Governo se potencializa com servidores qualificados”, definiu Paullino.

Para o secretário de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis o melhor caminho para o desenvolvimento do Estado é a capacitação do servidor, porque um servidor qualificado, motivado e comprometido gera um novo conceito de atendimento e esse modelo se reflete lá na ponta, com a qualidade dos serviços oferecidos ao cidadão. “É um processo de construção, um projeto diferente e desafiador e nós enquanto instituição governamental temos o compromisso de fazer sempre o melhor, para que o reflexo possa ser sentido pela população”, sintetizou Assis.

Rejane Monteiro, da assessoria de comunicação da SAD

Fotos: David Majella