Com a troca de ¼ das lâmpadas, SAD prevê economia de R$ 26 mil

Campo Grande (MS) – Em tempos de crise, o grande desafio da gestão pública é otimizar as ferramentas de aplicabilidade dos recursos e economizar. Com base neste conceito, a Secretaria de Administração e Desburocratização, por meio do projeto Governo Consciente efetuou em caráter experimental a substituição de 140 lâmpadas tubulares por 70 lâmpadas de LED. Em 30 dias, o prédio público contabilizou uma redução de 5.781 kWh, média de 22,6% a menos no consumo final de energia.

Responsável pelo processo de substituição, o Secretário de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis explica que as lâmpadas de LED consomem até sete vezes menos que as incandescentes e representam metade do gasto das lâmpadas fluorescentes. “A economia de energia é o efeito, mas o objetivo principal é a conscientização dos nossos servidores na utilização da energia de forma consciente. Uma das formas é essa, substituindo o equipamento que consome muito por outro que proporciona a mesma iluminação e consome menos energia”, definiu.

Financeiramente a substituição é também bastante positiva. Para se ter uma ideia, em janeiro, o prédio da SAD que hoje conta com 245 servidores em trabalhando em período integral consumiu 25.536 kWh cerca de R$ 12.115. Em fevereiro esse consumo baixou para R$ 10.970, aproximadamente 22.161kWh. “Se fizermos uma média por alto, em 12 meses o Estado vai economizar R$ 26 mil com a troca de apenas ¼ das lâmpadas de um prédio público”, explica o secretário ao comentar que o projeto do Governo é efetivar a substituição de todas as lâmpadas, de forma gradativa.

Por média, o investimento na troca de lâmpadas avaliado em R$ 5 mil deve retornar aos cofres estaduais em 65 dias.

Rejane Monteiro – Assessoria de Comunicação da SAD